Conheça mais sobre a Teoria do Cérebro Trino
Ligue:
11 3995-8855

Conheça mais sobre a Teoria do Cérebro Trino

O nosso cérebro é uma das regiões do nosso corpo mais complexas e cruciais para a nossa vida. São inúmeras áreas que se interligam com o restante de nosso corpo, controlando nossos movimentos, sentidos, pensamentos, reações e tudo o que fazemos voluntária ou involuntariamente. Para explicar melhor as funcionalidades de nosso cérebro, a Teoria do […]

outubro 19, 2018
Michele Lopes

O nosso cérebro é uma das regiões do nosso corpo mais complexas e cruciais para a nossa vida. São inúmeras áreas que se interligam com o restante de nosso corpo, controlando nossos movimentos, sentidos, pensamentos, reações e tudo o que fazemos voluntária ou involuntariamente. Para explicar melhor as funcionalidades de nosso cérebro, a Teoria do Cérebro Trino é uma das mais conhecidas entre os estudiosos.

 

O que é?

Desenvolvida em 1970 pelo neurocientista Paul D. MacLean e publicada para o público em seu livro “The Triune Brain in Evolution: Role in Paleocerebral Functions”, no ano de 1990, essa teoria defende que o cérebro dos seres humanos é divido em três unidades distintas uma das outras: Cérebro Reptiliano, Cérebro Límbico e Cérebro Neocórtex.

Tais unidades se desenvolvem com o decorrer do nosso crescimento, sendo o motivo da colocação das mesmas na ordem de baixo para cima, demonstrando a evolução do nosso sistema nervoso.

Veja a seguir a diferença entre essas unidades e como elas interferem em nosso corpo:

 

Cérebro Reptiliano

Essa é a unidade mais simples do nosso cérebro, responsável por promover reflexos mais simplórios, como os relacionados com a nossa sobrevivência. É a parte mais primitiva do nosso ser humano, sendo iniciada já no útero da mãe. Exemplos desses reflexos são fome, sede, dor, o ato de urinar, defecar, dormir, acordar, respirar etc. Por conta disso, também podemos chamá-lo de cérebro instintivo.

 

Cérebro Límbico

Esse é o segundo nível funcional do nosso sistema nervoso (estando acima do Reptiliano), sendo o responsável por reger a motricidade mais grosseira que exercemos. Além disso, também é caracterizado pelas emoções que nos cercam, graças a presença de componentes como Giro do Cíngulo, Diencéfalo, hipocampo e parahipocampo. O mesmo já começa a se desenvolver logo após o nascimento do ser humano.

Outro detalhe importante é que esse nível nos avisa sobre os perigos que nos causam medo normalmente, isso graças à região da amígdala, provocando diversas reações nesse momento, como de impulsos nervosos, aumento do consumo de oxigênio, elevação do ritmo cardíaco, reflexos ágeis etc.

É importante ressaltar que o nível de serotonina no corpo de cada pessoa influência na reação que a mesma terá a esses estímulos. Quanto mais serotonina, mais intensa será essa resposta.

 

Cérebro Neocórtex

Também chamado de cérebro racional, esse é o último nível de nosso cérebro, sendo o mais jovem dos demais níveis. Ele é responsável por proporcionar para os seres humanos os atributos que nos diferenciam dos animais, como a capacidade de planejar alguma coisa, de percepção, noções de tempo, antecipação, compreensão, raciocínio mais avançado etc.

Essa é a região onde se localiza o córtex pré-frontal, que é o responsável por essas reações típicas do ser humano. Os lobos frontais também são os que equilibram as nossas emoções e a nossa razão, permitindo com que analisemos e tomemos decisões e atitudes com o máximo de equilíbrio possível. Além disso, regula nossos impulsos que podem ser negativos para nós, como comer ou beber em excesso, tristeza, sexo etc.

 

Precisa equilibrar seus pensamentos e sua vida? A Move Mind oferece cursos completos para te ajudar. Confira nossa grade: http://www.movemindbr.com/cursos/. Entre em contato conosco em caso de dúvidas: (11)3995-8855.

 

Sua mensagem foi enviada com sucesso!
Oops! Algo deu errado no envio da sua mensagem.
"Estar alinhado a seu propósito é estabelecer uma conexão direta com o controle do seu futuro."

Michele Lopes
Siga-nos:
Curta nossa página:
Siga: